Adolfo Kolping

Adolfo Kolping, Sacerdote, reformador Social, autor e editor, pastor de almas e pai dos jovens artesãos, nasceu a 8 de Dezembro de 1813, em Kerpen, uma cidade próxima de Colónia. Cresceu num ambiente humilde e passou por algumas privações. Depois de um breve período escolar, devido á sua origem humilde, tornou-se aprendiz de sapateiro. Trabalhou durante dez anos no ofício de sapateiro, e tal como outros jovens artesãos da época, viajou de uma localidade para outra à procura de trabalho e passando por inúmeras dificuldades.

 

Aos 23 anos descobriu a sua verdadeira vocação, decidindo a ser sacerdote. Entrou no colégio de S. Marcelo em Colónia e estudou Teologia em Munique e em Bonn. Em 13 de Abril de 1845, Adolfo Kolping  foi ordenado sacerdote na igreja dos Minoritas em Colónia.O primeiro cargo como sacerdote foi de vigário paroquial em Wuppertal-Elberfeld.Nesta paróquia, conheceu a miséria em que os trabalhadores viviam, fruto da revolução industrial. Em Elberfeld, Adolfo Kolping, conheceu a Associação de Jovens Artesãos  para a qual foi nomeado assessor espiritual.  Kolping reconheceu que este tipo de associação constituía uma resposta adequada para a solução dos problemas sociais e miséria da classe trabalhadora.

 

Os princípios da Ajuda para a autoajuda e a transformação social mediante a transformação do homem foram a base da criação, a 6 de maio de 1849,  da primeira Associação católica de jovens artesãos, percursora da atual família Kolping, em Colónia.

    

Os princípios da Ajuda para a auto ajuda e a transformação social mediante a transformação do homem foram a base da criação, a 6 de maio de 1849,  da primeira Associação católica de jovens artesãos, percursora da atual família Kolping, em Colónia.

 

Adolfo Kolping morreu a 4 de Dezembro de 1865, em Colónia, onde deixou construída, através da associação católica de jovens artesão, a base  da atual OBRA KOLPING. Em 1926, deu-se o início do processo de beatificação, que se verificou em 27 de Outubro, de 1991, pelo Papa João Paulo II. No seu processo de beatificação constam inúmeras graças alcançadas por sua intercessão.

 

Em pouco tempo  a ideia da autoajuda e da ajuda comunitária  difundiu-se por todo o mundo.  Na atualidade a obra está presente em mais de 60 países.

Obra Kolping de Portugal